segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Dezembro

Novembro acabou, november rain também (viu o sol que tá la fora?), e chega aquela época do ano que ela nunca foi feliz: dezembro. Sejam por motivos óbvios ou não, ainda vou descobrir. Farei uma coisa que ela não fez nos últimos anos de vida. Vou descobrir porque nunca mais ela fez.
Chegamos em dezembro querendo falar do ano que está acabando. Na verdade, pouco tenho a dizer deste ano, já que estou na área só desde julho. Foi bom nascer, está sendo muito legal viver assim, provocar polêmica na própria vida está sendo gostoso. Depois que ela se foi, decidi questionar tudo que ela fez: cortei seus longos cabelos (ela parou de cortar em 2006), retomei alguns contatos, mudei o dia-a-dia e o modo de fazê-lo...Muito ainda está por esperar, o que causa angústia. Muito ainda está para ser descoberto, está para ser feito.
***
Me olho nas fotos e não a vejo. Me olho no espelho e não me vejo. Isso é definitivamente estranho. Não nos reconheço. Tão iguais, tão confusas, tão diferentes.
***
Fiz algo que ela me mataria: parei de pensar e comecei a sentir. O moço da música quem me disse. Fiz, senti, e, até agora, não me arrependi. Deus queira que tudo volte a como era, e descobrir sentir o gosto de um colo sincero num domingo outra vez.
***
De repente, comecei a chorar no meio da rua. Isso foi assutador. Não entendi o porquê, fiz as contas e não estava na TPM. Simplesmente chorei sorrindo o céu de dezembro que me abriu a cabeça. 2008 foi um ano de espera; 2009 será o de conquistas (?).

Um comentário:

  1. Oi! Td bem?? Espero q seu 2009 seja um ano só de conquistas!!! Bjaum!!

    ResponderExcluir

depoimento: