segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Das experiencias em geral

Aos poucos vou descobrindo as funções das coisas na minha recente vida. É curioso descobrir a intensidade dos sentidos e dos sentimentos, e curto senti-los. As dores, os amores, os prazeres. parece tudo tão encantador que não me dá vontande de perder as oportunidades que a vida me apresenta.
É encantador, por exemplo, sentir a pele ardendo de sol. O cheiro do creme para queimaduras me parece agradavel, sem contar a cor rosada, tal qual a minha barriga. Por conta dela, inclusive, sinto mais prazer em colocar roupas que ela tinha vergonha de colocar. Quando era com ela, as calças lhe apertavam as banhas. Minhas mãos ainda estão avermelhadas do sol e tenho agora uma marca nos ombros do biquini.

A dor da picada da vacina contra a rubéola foi apavorante. Entedi o pânico que ela sempre teve de agulhas e injeções, apesar de não fazer muito sentido. Michel pegou a minha mão e deixou com que eu a esmagasse enquanto o enfermeiro aplicava saúde no meu braço direito. Foi uma dor cheia de prazer, porque sei que essa dor me deixará com saúde no final.

O aperto da cólica arrepia todo meu abdome. Sinal do ciclo se refazendo dentro do meu corpo, sangue, fertilidade, sangue outra vez. O prazer de ser mulher, em todos os sentidos do prazer de ser mulher (como um forte abraço lhe tomando todo o corpo...uma profunda intimidade) é o meu preferido.

As aulas de português me tomaram numa abrupta vontade de expandir o conhecimento dos alunos. É apenas um aluno para português, um para história, mas é tudo que me dá realização (sinto que esta realização sera maior quando a biomedicina entrar na minha vida. E isso é algo tão real na minha imaginação...).

As pessoas me passam uma energia muito boa. Sei que elas não sabem que a mudança não foi só externa, mas logo elas perceberão. Eles dedicam um carinho muito grande à mim, como se eu ainda fosse ela. Ela vivia uma vida tranquila no presente em que ela se foi; amigos, faculdade pública, um namorado que a ama...É incrivel como ele é encantador, logo quando eu tinha um dia de nascida ele estava do meu lado dizendo o quanto eu estava mais bonita. Mais bonita comparado a quanto? Agora sou só eu, a partir daquele dia...é engraçado ser bonita para alguém quando see stá ainda meio feia. Foi uma alegria que só uma mulher, no sentido mais feminino, sabe como é...

2 comentários:

  1. To the author of this blog,I appreciate your effort in this topic.

    ResponderExcluir

depoimento: